Voto de pesar 10/086 – Paulo Cunha e Silva

Agendado: 86ª reunião, 17 de Novembro de 2015
Debatido e votado: 17 de Novembro de 2015
Resultado da Votação: Aprovado por unanimidade
Passou a Deliberação: 278/AML/2015
Publicação em BM: 3º Suplemento ao BM nº 1135

Faleceu repentinamente na madrugada do dia 11 de Novembro, aos 53 anos, Paulo Cunha e Silva, vereador da Cultura na cidade do Porto, de onde era natural.
Homem singular, médico, Mestre e Doutor pela Universidade do Porto, era uma figura capaz de cruzar os conhecimentos e alargar as fronteiras do saber. Apaixonado pela cultura, dirigiu o Instituto das Artes do Ministério da Cultura, foi um dos responsáveis pela programação do Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura, onde assumiu as áreas do Pensamento, Ciência, Literatura e Projectos Transversais. Mais tarde foi Conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal em Roma e Comissário de um extenso programa em Guimarães 2012. Foi coordenador científico dos Estudos Contemporâneos na Fundação de Serralves e colaborou igualmente com a Fundação Calouste Gulbenkian.
Destacava-se pela sua enorme energia e capacidade de trabalho, sempre numa perspectiva criativa, juntando à abordagem cultural a sua formação científica. Foi comissário de numerosas exposições de artes plásticas, crítico de arte, espectador atento e teorizador de disciplinas como a dança, o teatro, a arquitectura e a literatura, exprimindo também na comunicação social, nomeadamente no Diário de Notícias entre 2002 e 2007, a sua visão própria e inovadora. O seu trabalho como vereador da Cultura na Câmara Municipal do Porto desde 2013 contribuiu de forma decisiva para colocar aquela cidade num lugar de grande impacto cultural, a nível nacional e internacional. Em Outubro de 2015 tinha recebido uma das mais altas condecorações do governo francês, tendo sido distinguido como Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras.
A Assembleia Municipal de Lisboa, reunida em 17 de Novembro de 2015, expressa o seu pesar pelo falecimento de Paulo Cunha e Silva, partilha o pesar do Município do Porto que perdeu um vereador de tão grande valor e envia à família as mais sentidas condolências.

Lisboa, 17 de Novembro de 2015

A Presidente

Helena Roseta