Pproposta P079.08 – MANUTENÇÃO DA ACTIVIDADE CULTURAL DA FÁBRICA BRAÇO DE PRATA

Apresentada: 23 de Julho de 2008
Pelouro: Vereador Manuel Salgado
Serviços: DMPU -Direcção Municipal do Planeamento Urbano
Agendada:não agendada
Destino: retirada porque o assunto foi entretanto resolvido.
Considerando:

1. A proposta nº 567/08, relativa ao loteamento do Braço de Prata, que reitera a cedência ao município do terreno e antigas instalações da Fábrica de Braço de Prata, onde estão sediadas, em regime de comodato, as livrarias Ler Devagar e Eterno Retorno;

2. O interesse cultural da actividade desenvolvida naquele local por aquelas entidades, que deu origem a um novo pólo cultural na zona oriental da cidade, já reconhecido por referências elogiosas na imprensa nacional e internacional, nomeadamente em recente reportagem sobre a vida cultural de Lisboa no “New York Times”;

3. A vantagem de não descontinuar a dinamização cultural multimédia e enquadrada nos mais modernos segmentos sócio-culturais desde já presentes na lógica dos actuais locatários da Fabrica do Braço de Prata;

Propomos que:

1. A CML desenvolva diligências junto dos actuais proprietário e comodatários da Fábrica Braço de Prata, no sentido de garantir a continuidade da actividade cultural ali desenvolvida até que seja realizada a cedência definitiva ao município do respectivo terreno e instalações.

2. Em termos urbanísticos e de gestão patrimonial, a CML estabeleça os usos futuros daquele espaço, tendo em conta a vantagem para a cidade de Lisboa de não ser descontinuada uma actividade cultural relevante e conseguida até à data sem quaisquer subsídios ou comparticipações financeiras municipais.

Lisboa, 22 de Julho de 2008

A Vereadora
“Cidadãos por Lisboa”

Helena Roseta