Proposta 273/2008 – CLUBE DE PATINAGEM LISBONENSE

Apresentada: 16 de Abril, de 2008
Agendada: 39ª Reunião, 23 de Abril
Debatida e votada: 39ª Reunião, 23 de Abril
Resultado da votação: retirados os pontos 2.1 e 2.2. Ponto 2.3 aprovado por maioria com 2 abstenções (PCP)

Proposta

1. Considerando que

1.1.O desporto amador, enquanto actividade lúdica, se reveste de enorme importância na vida social das comunidades e na prática de uma vida saudável, com principal ênfase nas camadas mais jovens;

1.2.O Município de Lisboa deveria acarinhar e fomentar o desporto amador, nomeadamente através das associações locais que dele se ocupam;

1.3.O Clube de Patinagem Lisbonense- Associação Promotora de Desporto (http://www.cplisboa.org/) é uma instituição sem fins lucrativos, que funciona apenas com as quotizações dos sócios, das mensalidades das modalidades, de alguns patrocínios publicitários e do dinamismo e dedicação dos seus corpos dirigentes, dispõe de duas modalidades federadas, a patinagem artística e o andebol;

1.4.Este Clube é o único clube de patinagem na cidade de Lisboa;

1.5.O Clube de Patinagem Lisbonense não dispõe de instalações próprias, não existindo assim locais onde os atletas possam realizar estágios ou jogos das respectivas selecções regionais;

São utilizados para treinos e jogos, os locais mais variados (ginásio da Escola Josefa de Óbidos, campo do Boa Hora, etc), sendo necessário proceder ao seu aluguer com uma verba superior a 1500 euros mensais visto o seu pagamento ser efectuado à hora;

1.6.O ginásio da Escola Josefa de Óbidos (um dos locais utilizados ultimamente) não é suficiente para comportar um número tão elevado de atletas, sendo manifestamente desadequado ao treino para competição na modalidade de patinagem artística (não tem vestiários, W.C., os vidros encontram-se partidos e o espaço não tem as dimensões adequadas nem piso apropriado), pelo que, quando os atletas entram em competições estão sempre em desvantagem em relação aos outros atletas que treinam em espaços adequados.

1.7.Em Setembro de 2006 foi feito um pedido através da Junta de Freguesia de Santa Isabel no sentido de lhe ser facultado um local para treinar e uma sede onde poderia ser instalada uma secretaria, sala de reuniões e um museu a António Livramento, o qual aguarda resposta;

1.8.A Direcção do Clube reuniu em 20 de Dezembro de 2007 com responsáveis pelo desporto da CML, nomeadamente com o Director de Departamento Dr. Mário Guimarães e com o Chefe de Divisão de Actividades Desportivas e Gestão de Instalações, Dr. João Monteiro, na qual foram informados de que iria ser encontrada uma solução para os treinos em pavilhão com piso de madeira, tendo sido referido o Pavilhão da Ajuda, o qual não era adequado devido ao tipo de pavimento (piso sintético);

Após várias diligências a CML disponibilizou em Fevereiro o Pavilhão da Boavista, para treino de duas classes de atletas (cada uma com duração de 1h30m, aos Sábados);

Actualmente, a CML disponibilizou o Pavilhão da Boavista, às Segundas Feiras, durante uma hora e meia para as duas classes.

O actual horário é o seguinte:
2ª F (pav. Boavista) das 18:00 às 19:30 todas as classes
4ª F (Esc. Josefa Óbidos) das 18:30 às 19:30 iniciação
4ª F (Esc. Josefa Óbidos) das 19:30 às 20:30 competição
6ª F (Esc. Josefa Óbidos) das 18:30 às 19:30 iniciação
6ª F (Esc. Josefa Óbidos) das 19:30 às 20:30 competição
Sábado (pav. Boavista) das 11:30 às 12:30 grupo 1
Sábado (pav. Boavista) das 12:30 às 13:30 grupo 2
Sábado (pav. Boavista) das 13:30 às 14:30 grupo 3

2.Proponho que a Câmara Municipal de Lisboa delibere, no âmbito das competências conferidas pela alínea b) do nº 4 do artigo 64º da Lei 169/99, de 18 de Setembro, na redacção em vigor conferida pela Lei 5-A/2002 de 11 de Janeiro, que:

Seja procurada uma solução definitiva para a prática da patinagem na cidade de Lisboa.